terça-feira, 9 de março de 2010

Cry me a river


É assim tão errado estar triste? É assim tããããão grave querer chorar um pouco?

Quem me conhece sabe que sou uma pessoa alegre por defeito. Riu-me e faço rir sem ter de pensar nisso. Talvez seja essa a razão de tantos "S. tas bem!?!?!? o que é que se passa contigo?!?!" ao sinal de menos agitação e animo diário. E perante tais perguntas (sempre acompanhadas de olhares de horror ou de pena profunda) a resposta TEM sempre de ser "nada, está tudo bem. Estou só cansada do trabalho" ou qualquer outra banalidade parecida. É que seria verdadeiramente escandaloso responder "Nada. Sinto-me um pouquinho triste hoje."

Numa sociedade em que cada vez menos somos autorizados a estar tristes, chorar em público ou demonstrar qualquer evidência de tristeza, quem ousa pronunciar as palavras "hoje estou triste" com a mesma naturalidade de "apetece-me um café" ? Nobody?

I won't!! Com certeza teria logo meia dúzia de santinhas/psicólogos de trazer por casa/expertises da mente humana a dizer-me que estou deprimida. Entenda-se que hoje em dia a palavra depressão serve para qualquer tipo de tristeza que dure mais que 12h, ou que não seja facilmente explicada e resolvida.


Ai ai... uma pessoa já não pode molhar a almofada tranquilamente...


By the way, já passou :)

2 comentários:

...Ju... disse...

as vezes sabe mto bem chorar!

Raquel disse...

Eu também me dou ao direito de estar triste de vez em quando. Faz parte... E acho que é uma questão de equilíbrio, não podemos estar sempre a 100%. Depressão também é algo que não faz parte do meu dicionário. Mas quando fico triste ou ate zangada, choro, faço birrinha e depois passa.

:) bjs